logo

O Dom da Amizade: você é um amigo fiel? (4/4)

logo

00080287d0980bad952f0cPergunta número 3: Você é um amigo fiel?

Nós vemos pelo menos três características de um amigo fiel em Provérbios.

Primeira: um amigo fiel está presente em tempos de dificuldade. “Não abandones o teu amigo, nem o amigo de teu pai, nem entres na casa de teu irmão no dia da tua adversidade. Mais vale o vizinho perto do que o irmão longe” (Provérbios 27.10). Dada a importância da família no Antigo Testamento, é surpreendente que Provérbios diga para não ir à casa do seu irmão. O pensamento parece ser o seguinte: “Não negligencie os seus amigos. Eles o apoiarão tanto quanto a sua família”. Contatos são bons. Networking pode ter seu valor. Ter uma quantidade excessiva de conhecidos e pessoas que desejem o seu bem é legal. Não tem problema acumular amigos no Facebook. Mas amizade real é provada na adversidade (Provérbios 17.17).

Falsos amigos vão embora quando você está passando dificuldades. Amigos fiéis ficam melhores quando o momento é mais difícil. “O homem que tem muitos amigos sai perdendo; mas há amigo mais chegado do que um irmão” (Provérbios 18.24). Da próxima vez que você estiver no meio do sofrimento e perguntar a Deus: “Que razão pode haver para esta provação?” Considere que uma coisa que ele deve intentar é tornar as suas amizades mais doces e mais fortes.

Segunda: um amigo fiel sabe como lidar com conflito. Ele não guarda rancor. Ele não guarda um arquivo aberto no cérebro chamado “maneiras pelas quais você me magoou”. Guardar um registro longo e detalhado de ofensas é como construir amizades com um revólver sob o casaco. Isso não é maneira de fazer amigos ou mantê-los. “Não sejas testemunha sem causa contra o teu próximo, nem o enganes com os teus lábios. Não digas: Como ele me fez a mim, assim lhe farei a ele; pagarei a cada um segundo a sua obra” (Provérbios 24.28-29). Amigos fiéis nunca buscam vingança. Eles são prontos a ignorar defeitos e rápidos em perdoar. “A alma do perverso deseja o mal; nem o seu vizinho recebe dele compaixão” (Provérbios 21.10).

Parte de lidar bem com conflito é ser tardio em falar dos defeitos dos seus amigos com outros. “O que encobre a transgressão adquire amor, mas o que traz o assunto à baila separa os maiores amigos” (Provérbios 17.9). Bons amigos conversam com a pessoa, não sobre a pessoa. É incrível com quantas pessoas conversamos quando temos um conflito pessoal, mas evitamos conversar com a pessoa com a qual temos o conflito. É como dirigir em círculos e nunca entrar em uma rua. Provérbios está certo: “Pleiteia a tua causa diretamente com o teu próximo e não descubras o segredo de outrem; para que não te vitupere aquele que te ouvir, e não se te apegue a tua infâmia” (Provérbios 25.9-10).

Terceira: amigos fiéis melhoram uns aos outros. “Melhor é ser humilde de espírito com os humildes do que repartir o despojo com os soberbos” (Provérbios 16.29). Esse não é o caminho de um bom amigo.

Todos nós provavelmente já tivemos aqueles amigos que nos fazem sentir mais nobres e mais puros, e aqueles amigos que nos fazem sentir um pouco sujos e indispostos. As más companhias corrompem os bons costumes (1 Coríntios 15.33). Os seus relacionamentos mais fortes devem ser com aqueles que levam você a Cristo, não com aqueles que o afastam dele. Isso é ainda mais verdade quando você é jovem ou quando está em minoria. Suas amizades mais profundas devem ser amizades no evangelho.

Amigos fiéis ajudam uns aos outros com as suas palavras. “Como o óleo e o perfume alegram o coração, assim, o amigo encontra doçura no conselho cordial” (Provérbios 27.9). O autor menciona duas coisas preciosas nesse provérbio, óleo e perfume, mas nenhuma é tão preciosa quanto um amigo sábio. Vá aos seus amigos com as suas piores vergonhas e segredos mais íntimos. Fale com eles sobre sexo e dinheiro, e todas as coisas que mantemos escondidas. Receba o conselho deles antes de comprar uma casa, ou aceitar um novo emprego, ou casar-se. Os melhores amigos combinam seus QI’s e ficam mais inteligentes como resultado.

Todos nós conhecemos o provérbio: “Como o ferro com o ferro se afia, assim, o homem, ao seu amigo” (Provérbios 27.9). Essa é uma descrição muito vívida. Pergunte a si mesmo: eu sou uma esponja que nunca machuca ninguém, mas também nunca ajuda muito? Eu sou uma espada que corta rapidamente mas também destrói? Ou eu sou uma pedra, o tipo de amigo sobre o qual outros podem ser afiados, melhorados e amadurecidos? Amigos fiéis são melhores pedras do que esponjas ou espadas.

Jesus é um amigo

É claro, eu seria desleixado se não terminasse essa série apontando a nós Aquele para quem toda a Escritura aponta. “Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a própria vida em favor dos seus amigos” (João 15.13). Isso significa que o maior amigo é aquele que mais entregou por seus amigos. Não há dúvidas de quem é esse.

Só para ter certeza, Jesus é mais do que um amigo, mas não menos. Ele é o Amigo Divino, melhor do que qualquer outro. Ele nunca é um falso amigo, mas sempre busca o melhor para nós. Também não é um amigo desagradável. Ele é tardio em se irar em vez de rápido em criticar. Ele é profundo e suave em vez de irritante. Ele sempre é digno de confiança, e nunca nos desaponta. O melhor de tudo, Jesus é um amigo fiel. Ele não apenas se coloca no seu lugar e conforta você na dificuldade, mas livra você da sua maior dificuldade, que é o pecado. Ele não apenas fala a verdade e lida com o conflito, mas fez paz através do seu sangue quando estava em inimizade com ele. E ele não apenas nos torna melhores, mas nos torna novos. Em Jesus amigo temos, mais chegado que um irmão. Um privilégio que levemos tudo a ele em oração¹.

¹ No original: What a friend we have in Jesus, all our sins and griefs to bear. What a privilege to carry everything to him in prayer. (Que amigo em Jesus temos, que carrega todos os nossos pecados e sofrimentos. Que privilégio levar tudo a ele em oração).

Por: Kevin DeYoung; Original: The gift of friendship and The godliness of good friends; Copyright © The Gospel Coalition; Website: TheGospelCoalition.org.

Tradução: Alan Cristie; Revisão: Renata do Espírito Santo; Original: O Dom da Amizade: você é um amigo fiel? (4/4); Copyright © Voltemos ao Evangelho; Website:VoltemosAoEvangelho.com.

Deixe um Comentário

logo
logo